terça-feira, 17 de novembro de 2009

Simpatectomia: Alguns dados interessantes.

Oi pessoal, tudo bem?

Primeiramente, gostaria de dizer que estou muito feliz com a repercussão e o fantástico número de visitas que tenho recebido aqui no blog. Obrigada também às pessoas que me mandam emails contando suas histórias! Agradeço muito, pois quanto mais Hiperidróticos eu conhecer, melhor para poder escrever as coisas certas!


Achei interessante, pois aborda alguns tópicos que são pouco discutidos, como por exemplo que sentimentos desencadeiam a Hiperidrose, dentre outras coisas.

Selecionei alguns trechos (mas se possível, leia todo o artigo):

Foram avaliados 50 pacientes consecutivos submetidos a tratamento cirúrgico de hiperidrose palmar, simpatectomia torácica com excisão cirúrgica de T3 a T4, por cirurgiões torácicos da Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte no período de junho de 2001 a junho de 2007.






RESULTADOS:


  • Dos 50 pacientes submetidos a simpactectomia torácica, 42 (84%) tinham hiperidrose associada em outro local sendo 40 (80%) à hiperidrose plantar.  
  •  Tecidos sintéticos, medo, vergonha e tristeza ou alegria desencadeavam ou pioravam a hiperidrose de três dos pacientes. O calor foi responsável pela crise de suor em 17 pacientes (34%) e a ansiedade esteve presente em 19 pacientes (38%). Irritação gerava crise de suor em 31 (62%), enquanto cinco (10%) pacientes não relacionaram a hiperidrose a fator algum físico ou emocional.
  • Dos 50 pacientes submetidos à operação, 10 (20%) tiveram persistência da hiperidrose na região palmar ou axilar; mesmo assim, sete (70%) desses acharam que sua qualidade de vida melhorou após a operação, um (10%) considerou sua vida inalterada e dois (20%) relataram piora da qualidade de vida e se arrependeram da operação. Das 10 pessoas em que os sintomas persistiram, quatro (40%) continuaram com a hiperidrose palmar e cinco (50%) passaram a ter hiperidrose axilar.
  • Hiperidrose compensatória ocorreu em 39 (78%) pacientes, sendo que três (6%) pacientes tiveram compensação plantar, 28 (56%) no dorso e em oito (16%) casos houve a hiperidrose compensatória em região plantar e no dorso simultaneamente. Dentre os 39 pacientes, dois (5,1%) arrependeram-se da operação. Foi observado hiperidrose compensatória em 25 mulheres (65,7% das mulheres) e em oito homens (66,6% dos homens), não havendo relação entre a ocorrência de hiperidrose compensatória e o sexo (p = 0,955; OR = 0,96, 0,2 < OR < 4,54).
  • A qualidade de vida antes da operação foi "boa" para 29 (58%) pacientes, para cinco (10%) "muito boa", para 12 (24%) "ruim" e para quatro (8%) "muito ruim". Ainda nesse aspecto, 46 (92%) consideram que a qualidade de vida após a operação "melhorou"; para dois (4%) continuou "inalterado" e para dois pacientes "piorou".
  • Dos 50 pacientes submetidos a simpatectomia, dois deles (4%) relataram ter se arrependido do procedimento. Nesses pacientes, foram verificados persistência da hiperidrose palmar, bem como de hiperidrose compensatória em dorso, abdome e região torácica anterior em um paciente e planta do pé e abdome no outro. Em ambos os pacientes, houve piora da qualidade de vida em todos os aspectos estudados.
  • Um problema encontrado nesse tipo de tratamento é a impossibilidade de reversão da cirurgia nos pacientes que se arrependeram do procedimento operatório. Ainda que o grau de satisfação com o tratamento chegue a 92% dos pacientes, naqueles que permaneceram insatisfeitos não é possível restituir a condução nervosa do gânglio simpático após excisão, na tentativa de amenizar a sudorese compensatória intensa. Não obstante exista a possibilidade de reversão após clipagem do gânglio simpático, não há estudos que confirmem tal hipótese. 
  • CONCLUSÃO: O tratamento cirúrgico da hiperidrose melhora a qualidade de vida, porém a hiperidrose compensatória ocorre em quase todos os pacientes.     

Bem, dessa vez não vou fazer muitos comentários, acho que o texto ficou bem claro. E no meu caso, o que desencadeia a Hiperidrose é geralmente o calor. Mas usar tecidos sintéticos é outra coisa que faz suar que é um absurdo! 

Achei que ficou faltando perguntar para essa amostra estudada, se algum alimento desencadeava o suor. No meu caso, tomar café num dia quente ou então tomar café e depois ter que andar ou fazer algum esforço físico também é um prato cheio para suar no corpo inteiro.

E o que mais me incomoda também está ali na tabela: eu marcaria todas exceto a última, mas principalmente  "Dificuldade Escolar", pois ter Hiperidrose Palmar e ter que lidar com papéis, escrever, fazer provas, etc é um suplício! Mas novamente, desculpem a repetição, terei que citar o Driclor: Desde que comecei o uso, nunca mais tive problemas para escrever e fazer provas na faculdade: Mãos sequinhas!

E você? O que mais te incomoda e o que te faz suar?

isabel.borges@globo.com

22 comentários:

Cíntia disse...

Eu transpiro bastante qndo saio no sol
nóssa é horrivl,e no inverno
principalmente qndo tomo café
pq será?!

André César disse...

Eu transpiro muito nas mãos e nos pés, e sinceramente, eu acho que enfrentar a cirurgia e correr o risco de uma hiperidrose compensatória em locais piores que as mãos não compensa. Além do mais existem outros meios de tratar a hiperidrose. Ainda não testei nenhum, tento conviver com esse problema, mas estou buscando me informar.

E o blog está de nota 1000

Anônimo disse...

Nossa... O pior de tudo mesmo, é estar o maior frio, você de moletom e o suvacão escorrendo as bicas.. kkk
Sou webdesigner e sofro também com palmar... tenho que ficar enxugando a mão na calça o tempo todo no trabalho... E quando chega alguém então.... é triste!
Comprei o meu driclor hoje, e não vejo a hora de passar ele, dormir e ver qual o resultado amanhã... Se melhorar 10% já estou satisfeitíssimo!!!

Anônimo disse...

ola eu fiz a cirurgia das maos e ficou uma maravilha , ficou sequinha agoar estou na luta para tentar fazer a do pes , o suor da mao passou para as costas mas melhor do que nas maos ne .

Anônimo disse...

fiz a simpatectomia e no meu caso foi a pior coisa que me aconteceu!!!! Piorou 200%.Hoje sou muito, mas muito infeliz...

Anônimo disse...

Existem relatos de pessoas que usavam o Driclor e que posteriormente o efeito regrediu e até houve um caso que li de um rapaz que parou de funcionar completamente... No meu caso o driclor ainda está fazendo efeito, mas de uns tempos pra cá venho percebendo que ele está perdendo o efeito.. =\ Vou tentar ficar um tempinho sem usar e voltar para ver se melhora mais. Parabéns pelo blog!

Anônimo disse...

JÁ PASSEI POR DUAS CIRURGIAS EM UM PRAZO DE 1 ANO, E AMBAS NÃO DERAM CERTO, E ESCUTEI DO MEDICO QUE FEZ O PROCEDIMENTO CIRURGICO QUE ERA ALGO INEDIDIDO PARA ELE. POREM É MUITO ALTO OS INDICES DE INSATISFAÇÃO DE QUE PASSOU POR A SIMPATECTOMIA. DE 10 PESSOAS,8 SE AREPEDERAM, 8 TIVERAM SUDORESE COMPENSATORIA E 6 VOLTARAM A TRANSPIRAR NORMALMENTE NO PRAZO DE 12 MESES NAS MÃOS OU NAS AXICILAS. NÃO REALIZEM ESSE TIPO DE CIRURGIA POIS NAO RESOLVERA O SEU PROBLEMA!!
ESTOU ESDUDANDO A POSSIBILIDADE DE REALIZAR A 3 CIRURGIA PARA ESSE MÊS...QUERO SÓ VER A DESCULPA QUE SERA DADA!! SOU DE TAUBATÉ-SP E ESTOU TOTALMENTE ARREPENDIDO! APOS A 3 CIRURGIA DIVULGAREI O NOME DO MEU MEDICO!!

Anônimo disse...

oi Isabel?adorei o seu blog!estou no pós-operatorio da simpatectomia faz oito dias hoje que optei pela cirurgia.era portadora de hiperidrose plantar e palmar,ha 25 anos desde de criança q tinha,ja tinha tentado vários tratamento,e ñ aguentava mais,mim encomodava muito em meu trabalho, e mexer com papel era uma tormenta,até assinar carnes,cartão de crédito,era constrangedor,prova então já cheguei a rasgar uma prova a professora mim deu zero pois ela achava q tinha molhado minha mão,eu achei melhor ficar calada pois tinha vergonha de dizer que era portadora de hiperidrose,e muitas outros constragimento que passei.quando optei pela cirurgia tinha conhecimento da hiperidrose conpensatória,mais o importante é eu mim livra da mão que era meu maior incomodo.e até agora estou bem,e satisfeita,espero q ñ tenha a compensatória.mandarei noticias.♥ e adori saber do Driclor,se ocorrer a compensatória entrarei en contato para adquirir um.bjus.até mais

Anônimo disse...

OLÁ ! tINHA HIPERIDROSE NOS PÉS E NAS MÃOS. FIZ A SIMPATECTOMIA TORÁCICA E NUNCA MAIS A MÃO TRANSPIROU. MAS INFELIZMENTE TIVE A HIPERIDROSE COMPENSATÓRIA. AGORA TRANSPIRO MUITO NA BARRIGA, VIRILHA E PÉS. MAS EU RECOMENDO A CIRURGIA, POIS NÃO EXISTE NADA PIOR QUE TRANSPIAR EXCESSIVAMENTE NAS MÃOS. BH-MG

Anônimo disse...

meu Deus só quem tem sabe,q conviver com essa maldiçao da hiperhidrose é um pesadelo a cada dia!blokeia nossa vida,um puta constrangimento no verao da vontade de fikar entokado dentro de casa..as vezes coloko até uma meia pra nao pra escorrendo é cruél...se tivesse condiçoes viveria a base das toxicas botulicas,mas é mto caro e so dura de 4 a 10 meses..ai nao quero morrer com isso!!o q fazer??!!se alguem qser dividir essa tortura ou uma soluçao..rs Elisangella@3011hotmail.com

Anônimo disse...

Ola Isabel, entra em contato comigo por favor, te mandei um email mas axo q vc nao recebeu, preciso testar o driclor e nao confio em comprar em outro site, a menos q vc me indique!
Obrigada!!!
Meu cep é 75240000
Email:filippegabriel@hotmail.com.br

gustavo disse...

eu qro comprar ! me passe os valores por email:
gcagca_alves@hotmail.com

cep:24435000

Anônimo disse...

fiz a simpatectomis ha um mes e tenho sentido mta dor nos seios,uma sensibilidade enorme no bico dos seios,ate uma simples camiseta me incomoda mto,sera q houve algum problema na cirurgia?vc ja ouviu dizer algo parecido?

Anônimo disse...

Oi pessoal!

Eu tenho esse pesadelo da hiperidrose axilar. Mas tenho muito medo, porque parece que todos os tratamentos são uma sinuca de bico... MORRO de medo de produtos como o Driclor, à base de hidrox/cloridroxido de alumínio. Andei pesquisando, e vejam comentários da própria ANVISA:

"Após avaliação dos dados apresentados na literatura cientifica, de divulgação e orgãos de regulamentação, podemos inferir que até o presente momento não foram apresentados dados capazes de inferir a relação sais de alumínio / incidência de câncer de mama, embora a abordagem absorção de sais de alumínio deva continuar na mira dos pesquisadores da área."
- http://www.anvisa.gov.br/DIVULGA/informes/antitranspirante.htm

Tudo bem que hiperidrose é terrível, mas fazer tratamento e aumentar o risco de ter um câncer no futuro?? Não sei se compensa. Eu que tenho histórico familiar então, passo... E pelo que vi, as pesquisas feitas não foram tão extensivas; vai saber o que isso faz no nosso organismo a longo prazo.

Estou considerando a possibilidade de fazer a cirurgia, mas só pesquisando MUITO e se encontrar um médico realmente de confiança, e que tenha a maioria de casos de sucesso na bagagem. A solução (se não tiver o azar da compensatória, mesmo com todos os cuidados pra escolher o médico) é definitiva, e sem essa encanação de efeitos colaterais a longo prazo.

Agora, ouvi falar sobre um tratamento chamado iontoforese... alguém já ouviu falar? Conhece alguém que fez?

Abs,

Anônimo disse...

Oi de novo, pessoal

Acabei de postar esse comentário acima, e encontrei agora um site bem interessante, .org, parece muito sério e confiável; recomendo que conheçam:
http://www.sweathelp.org/Portuguese/Alternativas_de%20_tratamento.asp

Abs.

Nati disse...

Oi pessoal!
Hj fui em uma dermatologista, pois queria muito fazer o botox na região plantar, guardei uma grana e achei q seria um bom investimento.
Porém desanimei com o que ela me disse, que na aplicação de botox para os pés os resultados são mínimos, quase nada, que isso era o que dizia a literatura, prém ela tinha experiência com apenas uma paciente, que no caso realmente não apresentou grandes melhoras.
Por favor, se alguém fez, ou conhece quem fez aplicação de botox na região plantar, por favor relate aqui quais foram os resultados.
Estou muito na dúvida do que fazer!

Obrigada a todos! Obrigada Isabel pela oportunidade de conhecer pessoas com os mesmos problemas q nós através de seu blog!!

R.A.Q.U.E.L disse...

Olá Isabel e demais hiperhidróticos de plantão.
Tenho 35 anos e hiperhidrose axilar, palmar e plantar desde de sempre...
Moro em uma cidade de muito calor e vivo pensando que nasci no lugar errado pois devia morar em um lugar mais frio para "diminuir" pelo menos um pouco a sudorese.
Mas, como li em alguns relatos, mesmo no frio eu suo... e é horrivel pois a roupa fica molhada e ai o frio aumenta... no minimo paradoxal. E odeio tambem usar uma roupa e ela ficar molhada e/ou cheirando mal.
Suar nas maos sempre foi uma constante. Tenho memoria na escola de usar toalhinhas para fazer as provas, ou não dar a mão para ninguém. Nem sequer mecho muito no cabelo por causa das mãos molhadas! sandálias... isso só para ocasiões onde sei que vou ficar sentada!
Bem, mas a gente cresce e a hiprehidrose diminui e também a sensaçaõ de incomodo pois vc meio que se "acostuma" já que ela faz "parte" de vc! E também, no meu caso, decidi levar a coisa mais numa boa do que transformá-la na razão do meu sofrimento.
Mas, claro, gostaria de ser uma pessoa "normal" no que diz respeito ao suor.
Encontrar um blog como esse é muito diferente do que podiamos pensar há 10 anos... pois é esse o tempo que a cirurgia vem sendo aprimorada e desenvolvida. As pesquisas são muito recentes pois isso é um problema que atinge 1% das pessoas. E infelizmente somos minoria! ok, isso é relativo se observarmos 1% em relação a que total de pessoas, mas continuamos sendo 1%.
Logo, o que quero dizer é que aguardemos um pouco e pesquisemos mais para fazer a cirurgia!
Fui a um medico cirugião torácico que me relatou que ele e a equipe já fizeram mais de 100 cirurgias em menos de 3 anos. Isso é muito importante! Experiência!!
E que a compensatória ocorre pois nosso corpo tem que se "acostumar" a suar novamente. Faz sentido! Mas que essa compensação se equilibrou na maioria dos casos dele!
O preço também não ajuda pois alguns planos de saúde acham que a simpatectomia é uma cirurgia estetica e os cirurgiões não trabalham, pelo menos na minha cidade, com planos de saúde. Logo, esse é outro dado a pensar.
Quanto ao uso de driclor, botox e outras substâncias eu ainda não o fiz. Mas, pensemos quanto tempo queremos fazer uso dos mesmos? quais os efeitos colaterais ou a longo prazo? dentre outras perguntas.
Nosso amigo anonimo trouxe um dado interessante da Anvisa e outra pessoa relatou que o efeito do driclor não está mais o mesmo.
Acredito que devemos pensar também nos prós e contras do uso destes e outros tipos de substâncias, consultar um médico, e não esperar efeitos milagrosos e para sempre. E pesquisar e trocar informações!!!
Achei este aparelho http://www.sodalys.com.br/ sobre o qual estou pesquisando também. Ele faz o tratamento através da iontoforese - aplicação de baixa corrente elétrica à superfície da pele que também é indicado para a hiperhidrose.
Bem, vou continuar pesquisando e qualquer outra informação disponibilizo para vcs!!
Obrigado
Raquelgonzaga@hotmail.com

CLAUDIA UMA BRASILEIRA CANSADA DE TANTA MENTIRA disse...

OLA tenho essa sudorese mas é na cabeça uma suação só qualquer coizinha to suando e é as bicas nao consigo manter uma simples prancha no cab elo parece que acabei de tomar banho e joguei agua na cab eça e desagradavél em festas eventos até para namora gostaria de saber mais sobre a cirugia meu nome é CLAUDIA e-mail claudinha.assis@yahoo.com.br

Anônimo disse...

estou no pos operatorio há 4 dias fiz a cirurgia e nao resolveu nada minhas maos e pes continuam suando sem contar outras partes do corpo tambem e dor intensa que passei sinceramente nao recomendo

Anônimo disse...

olá,amigos sofro de hiperidrose palmar,suo em bicas,evito dar as maos, quando estou estressado suo mais ainda,nas maos e nos pés.estou com duvidas sobre a cirurgia,quais os riscos e se resolve,só sei que é horrivel!!!! essa situação de toda hora que tem que comprimentar alguem ter que ennxugar as mão na roupa....rsrs Abraço a todos.

leonardo disse...

olá isabel

fico interessado em experimentar esse novo método, pois tenho duvidas na parte da cirurgia, falei com meu medico hoje e ele recomendo para que pensasse bem! entao ja nao sinto muita segurança em fazer a
SIMPATECTOMIA.

fale mais sobre esse remédio o driclor por
e-mail
possatoleonardo@yahoo.com.br

aguardo sua resposta

desde de ja o meu muito Obrigado!

Anônimo disse...

fiz a cirurgia a mais de dois anos, sinto vontade de voltar no tempo, ou de matar o médico pois ele me disse que 99% dos pacientes ficam satisfeitos, que a hiperhidrose compensatória ocorre em poucos casos e que muitas vezes é por apenas seis meses, depois fica normal. Triste é que busquei estudos, informações e outras opiniões após ter feito a cirurgia, se tivesse acesso a todas as informações que hoje tenho na época, não faria de jeito nenhum. Tenho a compensatória na barriga e costas, nos pés e pernas um pouco mais leve, estou arrependido demais e sinto muita raiva do médico que me enganou, os únicos dados que me passava era de que 99% dos pacientes ficam satisfeitos, em momento nenhum ele me disse que a compensatória ocorre em 70%, dizia apenas que ela acontecia e normalmente em seis meses sumia ou diminuia muito, me sinto enganado mas tenho certeza que ele tem seus métodos para se defender judicialmente então nem vale a pena iniciar um processo. Vocês que sofrem deste problema se consideram perfeccionistas?? ansiosos?? tímidos?? tracei um perfil das pessoas que possuem este problema e estas características aparecem muito, engraçado os médicos ignorare esses fatores totalmente. Além disso existem casos onde a sudorese aumenta muito com estresse e calor, e outros onde ela ocorre o tempo todo, não seriam coisas diferentes?? não seria coerente o médico analisar tudo isso antes de operar alguém?? eu não pingava pelas mãos, e pelas axilas, apesar de bastante suor, não era 24 horas, ocorria com estresse, calor, momentos de tímidez, sempre fui meio envergonhado. Bom, não recomendo a cirurgia se seu caso não é daqueles mais severos onde a mão está 100% do tempo molhada, eu fiz e me arrependo demais, triste mesmo, o pior é que fiz porque vi uma reportagem em uma revista não especializada e sem comprometimento nenhum. Me sinto enganado.

Postar um comentário