terça-feira, 26 de outubro de 2010

A novidade, o isolamento, o encontro

Bom dia gente!!

Tá ok, meu último post foi em junho, desculpem pelo sumiço!
Mas as vezes fica difícil postar com muita frequência pois como estamos cansados de saber, nosso problema, recém considerado doença, é muito pouco estudado e as vezes não aparece nada novo pra falar. Isso não quer dizer que abandonei o blog, pelo contrário! Continuo bombando nos emails hehehehe! 

Mas cá estou eu e prometo novidades no próximo post! É sobre um novo produto que saiu no mercado, para tratar a  Hiperidrose palmar e um outro, para plantar... Vou usar primeiro e depois trarei um post completo não só mostrando os produtos pra vocês como também já mandando a real sobre se funciona ou não.

Por enquanto, vou contar uma história que me instigou muito a vir contar pra vocês:

Estava eu, no ônibus a caminho da faculdade, temperatura de uns 26º ou 27º C... Próximo a mim sentou um homem de uns 40 anos, com camisa social de mangas compridas. E perto também sentaram duas mulheres, de uns 20 e poucos anos.


Quando o homem levantou pra ir embora, a surpresa: A camisa cinza que ele usava estava completamente encharcada nas costas. As costas todas dele estavam de outra cor, cinza bem mais escuro. Imediatamente as duas mulheres olharam com cara de nojo e uma comentou a outra: "- Esse aí deve ser o maior drogado, cheirador".

Bem, não preciso dizer mais nada, né! Nós sabemos muito bem que o problema deve ser outro que nada tem a ver com isso! O cara além de sofrer com hiperidrose ainda tem que sofrer com os olhares e comentários  preconceituosos das pessoas.


Outro dia também no ônibus, dessa vez um bem lotado, uma menina de uns 16, 17 anos ficou em pé em frente ao lugar que eu estava. E eu notei o quanto as mãos dela suavam. Era claro que ela tinha Hiperidrose palmar, e fiquei numa baita dúvida se eu devia falar alguma coisa com ela ou não. Senti um impulso de falar, mas fiquei com medo de deixá-la totalmente constrangida. Pois eu sei que tudo que nós queremos é que o nosso suor não seja notado. Por outro lado, tenho certeza que poderia ajudar de alguma forma se eu falasse um pouco com ela, mas no receio de fazer algo errado, não fiz nada e logo em seguida a menina também foi embora e meu tempo esgotou sem que eu sequer tivesse me decidido sobre o que fazer. Fiquei com isso na cabeça, fico pensando se eu devia tê-la abordado e falado claramente com ela ali, mesmo que outras pessoas ouvissem, mesmo que ela ficasse com vergonha... O que fazer!?


Como visto na primeira história, o suor traz consigo a idéia da sujeira, enoja. Para quem tem o suor, traz a vergonha por provocar esse sentimento nos outros. Já recebi inúmeros emails com pessoas falando que por vezes sentem vontade de se matar, e muitos mais de pessoas que tem a vida social inteiramente afetada devido ao excesso do suor seja onde for. Muitas vezes o isolamento começa a partir da própria pessoa, para evitar um sofrimento maior quando no convívio com os outros. Concordam?

Bem, quero aproveitar para agradecer as 24,096 visitas únicas recebidas até o dia de hoje. Dia 28 de outubro de 2009 o blog foi inaugurado com a primeira postagem. Daqui a 2 dias será o aniversário de UM ANO DO BLOG!


24 mil visitas em um ano!!! Não é pouca coisa não!!! Espero que este espaço cresça cada vez mais e que aqui todos possamos encontrar alguma coisa, seja uma informação importante, uma palavra de apoio, um amigo, um alívio ou uma solução! 
Obrigada a todos vocês pelo carinho e pelo suporte para que este blog continue de pé por muitos anos mais, e quem sabe um dia eu possa postar aqui sobre a nossa cura total e definitiva! 

Beijão!!!


Ps. quer falar comigo? Mande um email para isabel.borges@globo.com

28 comentários:

Cíntia disse...

Oi Isabel a respeito da menina eu penso que vc deveria ter falado,vai q era a chance da vida dela...
E foi graças a vc q minha vida ta colorida \o/
BjO enorme!

Eduardo disse...

Olá Isabel, muito interessante os textos.
Minha sugestão é a seguinte: que você faça um cartão com o nome do seu blog, algo discreto. Como todos hoje tem oportunidade de acesso a internet, a pessoa saberá do que se trata depois. Abraços, Edu.

Eduardo disse...

Olá Isabel! Estou aqui para agradecer a você pela orientação, compromisso e suporte. E, com muita alegria ao Driclor... no primeiro dia após o uso, tive a audácia... rsrs de usar uma blusa de manga longa, 100% algodão, na cor rosa bebê. Cor que anteriormente apareceria qualquer nível de suor na axila. E para minha felicidade não marcou NADA!!! Isabel... eu já nem lembro mais os momentos que ficava desconfortável e com a sensação de roupa molhada na axila rsrs. Obrigado por nos apresentar um produto que de fato melhora nosso bem-estar e qualidade de vida. Pessoal que lê... experimente e depois nos conte.

Anônimo disse...

Tem o Odaban para pronta entrega?

Jeferson disse...

Isabel, eu te mandei um Email perguntando umas coisas... e gostaria que me respondesse pra dps pedir mais Driclor... Abraços!

Anônimo disse...

Ola Isabel, te mandei um emai tem uns 2 meses mais ou menos, mais nao tive resposta, estou te enviando outro, me responda por favor!
Aguardo e obrigada!!!

Anônimo disse...

Olá. Meu nome é Laura e eu fiz a simpatectomia torácica há alguns anos, com um médico muito bom em Uberaba - MG. Como li muitos comentários falando mal da cirurgia, só gostaria de contar como aconteceu comigo...
Eu tenho hiperhidrose desde que nasci, pelo menos nao me lembro do dia em que nao transpirava, por isso acho que já nasci assim hehe e depois de passar 19 anos sofrendo com isso, descobri a cirurgia e resolvi arriscar.
Fui muito bem tratada pelo médico e ele me explicou as chances da cirurgia não dar 100% ou da provável hiperhidrose compensatória.
Enfim... comigo deu certo =)
Não sei se tive sorte, só sei que minhas mãos pararam de transpirar logo depois de acordar da anestesia. Ainda transpiro um pouco nas axilas e nos pés, mas nada que se compare como era antes. Posso dizer que melhorou uns 70,80% e eu já fico satisfeita por isso, porque agora só transpiro quando está muitooo calor, o que eu considero normal.
Eu agora transpiro mais nas costas, o que nao acontecia antes, mas nada que me incomode muito, acho que apenas numa quantidade normal mesmo.
Era isso.. só quis defender a cirurgia porque, pelo visto, os que comentam aqui são para falar que deu errado, e eu acredito que não é sempre assim.
Eu tive fé e arrisquei, e não me arrependo =)
Abraços e boa sorte a todos.

Anônimo disse...

E esse tal de "rexona clinical", alguém já experimentou?

bruno disse...

olá isabel...eu vi sobre o driclor aqui e me interessei...te enviei um e-mail mas ainda não tive resposta...por favor, entre em contato assim que receber! preciso muito do produto!

brunomartini07@hotmail.com

um abraço!

Anderson disse...

Isabel , li seu blog e achei muito interessante. Gostaria de adquirir o produto; já te mandei um e-mail só que tu não me respondeste ainda. Estou ansioso por um contato. Bjos.
agtvolei@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Oi, Isabel. Tudo bom? Sou jornalista do site Vila Mulher e gostaria de fazer uma entrevista com você. Entre em contato comigo pelo e-mail juliana@e-midia.com. Mandei um e-mail para você pelo endereço isabel.borges@globo.com

Curas Secretas disse...

Caso de CURA de Lupus e Artrite Reumatóide Ajudem a divulgar!

A CURA total veio por uma restrição alimentar!
Gostaria de pedir que você divulgue meu blog de todas as maneiras possíveis: www.curassecretas.blogspot.com e também em seu blog.
Pois eu divulgo A CURA do Lupus eritematoso Sistêmico e Artrite reumatóide A doença mista do tecido conjuntivo, que minha esposa obteve, e foi por um tratamento com a Dieta Auto-imune.
Logo quando criei o blog achei que a CURA da minha esposa era um caso de poucos, isolado, e para minha surpresa trocando contatos tive a oportunidade de conhecer dezenas de pessoas totalmente curadas de Artrite Reumatóide, Lupus Eritematoso Sistêmico e síndrome de sorgen, com a mesma dieta!
Meu único interesse é ajudar, pois minha esposa se curou e quero retribuir fazendo a divulgação!
Descrevo todo passo a passo lá.
www.curassecretas.blogspot.com
OBS: não vendo nada, não indico remédios, não sou médico, apenas divulgo o caso de CURA da minha esposa e de outras pessoas com o mesmo tratamento que ficaram curadas.

Skype: curassecretas
Email: curassecretas@gmail.com
Muito obrigado!

Eliane disse...

Olá a todos. Sorte sua a cirurgia de simpactectomia ter dado sorte Lara, pois eu infelizmente não tive a mesma sorte. Isabel, li sobre o seu blog no Vila Mulher e foi como um achado em minha vida. Já fiz o pedido para o Driclor e espero que eu tenha o mesmo resultado positivo das outras pessoas. Muito obrigada pela dica Isabel.

Anônimo disse...

Gostaria de comentar aqui que fiz a simpatectomia torácica em 2002, com um excelente médico em SP, e minha vida mudou para melhor! Não me arrependo nem um pouco. Nunca mais suei nas mãos e houve uma redução nas axilas e pés (não o que eu esperava). Mas o que mais incomodava eram as mãos. Só nós sabemos o constrangimento que é cumprimentar alguém com as mãos úmidas. Vim parar aqui por acaso e nunca tinha ouvido falar em Driclor ou Odaban. Até penso em experimentar nas axilas. Quanto à compensatória, tive em maior quantidade nos meses após a cirurgia e com o tempo diminuiu e não há mais qualquer incômodo. Abraços!

Anônimo disse...

olá a todos, meu nome é vania e tenho o mesmo problema,já entrei em contato com a isabel,espero que ela me responda logo preciso do driclor.
eu gostaria de conhecer pessoas com esse problema eu me isolo por causa disso e nao tenho amigos se vc se sente do mesmo jeito que eu, podemos conversar por e-mails ok? ah e por favor o convite é para meninas eu nao me sinto avontade conversando com o sexo masculino sobre isso ainda que o propio tenha tmb a hiperidrose e meninas nao se preocupe eu nao sou gay! só quero ter alguem pra conversar.
meu email é:
vanna.fernandes@hotmail.com
espero respostas

Anônimo disse...

Gostaria de agradecer este blog por ter me apresentado o Driclor.
Comprei há uma semana com uma moça que encontrei na internet, chamada Sueli.
O produto está sendo ótimo para mim. Irrita e coça nos primeiros momentos, mas nada insuportável. Vale a pena!

Anônimo disse...

Isabel, você mudou minha vida!

Adquiri o Odaban e o Driclor, e estou no segundo dia de testes. Com UMA aplicação de Driclor eu já não fico mais nada suado! E olha que foi peito, barriga, costas, axila e rosto!

Fiquei com a pele vermelha e um pouco irritada, e acredito que seja devido ao produto pela primeira vez, mas nada insuportável. Pela primeira vez na vida passei o dia SECO! Tão feliz!

Gostaria de saber se alguém aqui também teve vermelhidão na pele como efeito colateral, e coceira em partes localizadas (pescoço, nuca).

Vou testar o Odaban em outra parte do corpo e fazer a comparação - quem sabe um funciona melhor que o outro?

Rodrigo, 26 anos, Londrina

Aline-NC disse...

Isabel, comprei faz um tempo de vc o Driclor, e mudou minha vida. Não preciso mais temer dias quentes e úmidos (quase sempre onde moro), nem ficar escolhendo roupa do tecido A ou B, ou das mesmas cores (porque não mancham), nem ficar com fama de porquinha e ainda aguentar gente "ai, quase não transpiro", principalmente mulheres... hahaha... Fora que o Driclor dura muito! Sempre recomendo pra quem conheço com o problema e tenho mais intimidade, mas como vc contou, é difícil abordar a questão. As pessoas ficam com vergonha... mas eu continuo tentando, pq sei que a solução existe mesmo e ninguém merece ficar sofrendo por isso! :)
Bjs

al disse...

Olá Isabel :)
fiquei contentíssima ao ler este blog pois eu também sofro de hiperidrose... nas axilas, mãos e pés! há 2 anos decidi ir falar com um dermatologista e foi aí que conheci o desodorizante driclor. aconselho o seu uso porque realmente ele funciona! como já comentaram, até a simples escolha de tecido ou cor de t-shirt deixou de ser um problema!
infelizmente, as minhas mãos e pés é que continuam na mesma. gostava muito que falasses desses tais produtos novos para a hiperidrose palmar e plantar, porque não queria recorrer à cirurgia...

muitos parabéns pelo blog, e anseio por mais posts! beijinho :) *

Mariana disse...

Olá,

Eu sofro do mesmo mal. Há umas semanas comecei a usar o Odaban e fiquei espantada! Como já aqui disseram, atrevi-me a usar roupa colorida e, apesar de estar sempre obcecada a ver se tinha as axilas molhadas, não tinha. Apenas tinha as axilas levemente húmidas, mas nem chegava a molhar a roupa. Pensei que era o fim do meu tormento, mas entretanto bastava parar de usar um dia para todo o efeito se perder. Conclusão: se usar o odaban todos, mas todos os dias é perfeito. Isso causa uma enorme irritação na pele e confesso que desanimei outra vez...

Hoje comprei o Diclor, mas como é do género do Odaban estou com medo que também não funcione :/

Já alguém teve a mesma experiência com o Odaban?

Obrigada por este blog!

Paula disse...

Olá!
Eu sofro de hiperidrose desde que me entendo por gente. Minha mãe e minha irmã também tem, mas eu sinto que a minha hiperidrose é pior que a delas.
Eu tenho 16 anos (quem sabe não fui eu que notaram no ônibus?)e talvez pelo nervosismo da escola seja pior pra mim.
Fazer provas é um terror, os professores devem me achar maluca de tanto que eu enxugo a mão, e ainda assim minhas provas ficam molhadas. Para copiar a matéria eu boto sempre uma folha de papel ou um pano embaixo da mão; é extremamente desconfortável.
As pessoas comentam e brincam muito com essa minha condição. Já me acostumei a ouvir comentários como "Eca, sua mão tá molhada!", "Que nojinho", "Por que sua mão tá sempre molhada?", "Não encosta em mim com essa mão!" ou "Nossa, você tá morta" (minhas mãos são constantemente suadas e geladas, mesmo em dias frios).
Eu usei o Driclor durante o tempo, e me irrita um pouco. Minhas mãos ficam coçando bastante.
Dos pés eu já desisti: eu só ando de tênis, em casa eu to sempre de meias. Chinelo é horrível, porque meu pé acaba escorregando e eu pisando no chão da rua, então ao chegar em casa meus pés estão imundos. Usar qualquer sapato incomoda de alguma forma, por isso só uso tênis.
Enfim, conforme o tempo passou eu notei que o driclor foi perdendo o seu efeito comigo... minhas mãos já não ficavam tão secas quanto antes e pela coceira me incomodar, parei de usar. Mas agora eu já não aguento mais. Na prova da UERJ foi terrível e demorado, pois para não molhar ou amassar o cartão de respostas eu tinha que botar o bloco de perguntas embaixo da minha mão, o que tomava bastante tempo.
Estava pensando em usar o Odaban ou voltar com o Driclor pra no mínimo amenizar isso :/

beijos!

Anônimo disse...

Sofro muito com isso mesmo, principalmente nas mãos e nos pés, acredite, a pior parte é pegar onibus, porque fico com medo de notarem minhas mãos que chegam a pingar. E agora parece que começou nas axilas, não sei se é passageiro, mas estou muito nervosa e com baixa estima

antônio disse...

oi Isabel, não consigo entrar em contato com você. já enviei alguns e-mails e não obtive resposta, gostaria de adquirir o produto.
favor entre em contato no e-mail:rsm.ceds@bol.com.br

Ariel disse...

oii isabel qeria que vc me respondesse por favor 1!!!!

Anônimo disse...

estou testando o novo axe seco e confesso que estou obtendo um bom resultado.apesar de não gostar dos comerciais da axe estou tirando proveito do produto.estou a mais de 30 horas sem transpirar nas axilas,foi o melhor resultado que já obtive de um antitranspirante até hoje.no primeiro dia o resultado não foi excelente mas continuei a usar e percebi que o produto funciona se obedecer um modo correto de se usar.A maneira em que obtive resultado foi a seguinte:usar o produto após o banho e antes de dormir,assim sem que termine o efeito do produto antes de por uma camisa para sair faço uma nova aplicação e espero o produto secar,antes que o produto fique totalmente seco ainda transpiro um pouco mas depois que o produto seca não transpiro mais nas axilas.não sei se esse produto funcionará sempre porque comecei a usa-lo faz pouco tempo.mas a primeira coisa que fiz foi comprar algumas roupas até ousadas para mim que nunca tive liberdade de usar o que mais gostava de vestir
Não garante 100% vedação mas foi uma sensação incrível poder ficar sem camisa na frente de varias pessoas.axe seco final edition e axe twist.Espero ajudar alguém com isto poi sei como é ruim ser um hiperidrótico apesar de tudo na vida também servir para um resultado positivo pois por ter um problema passei a compreender o problema dos outros e isso me fez ser uma pessoa um pouco mais compreensivo para com os semelhantes.

Anônimo disse...

olá,meu nome é marcos eu quero através destas poucas palavras expressar minha profunda admiração pela Isabel Borges que para min representa uma grande mulher,com personalidade,coragem,ousadia e boa vontade para com os hiperidroticos além de ter uma linda expressão em seu rosto.Antes de conhecer o seu trabalho eu não sabia como lidar com a hiperidrose.Agora já comecei a ter um pouco mais de liberdade,estou testando o axe seco twist e final edition que estão me dando os melhores resultados que já obtive de um antitranspirante,apesar de odiar os comerciais da axe que humilham os hiperidróticos.Ainda não fiz o teste em situações de grande tensão mas em situações comuns fico com as axilas totalmente secas podendo assim usar qualquer tipo de camisetas ,graças ao cloridrato de aluminio contido na formula do produto.Agradeço a isabel por não deixar os hiperidroticos sem informação e sem direção.Muito obrigado

Anônimo disse...

oi pessoal .
existe um produto da linha SVR SPIRIAL,proprio
pra quem tem hiperidrose.vcs encontram esse produto na drogaria sao paulo e na ultra farma
o valor dele vareia de 45 a 50 reais,ele nao arde as axilas.
pesquisem no google ( svr spirial)

Anônimo disse...

oi isabel tudo bem.
vc conhece a linha SVR SPIRIAL ??
é proprio pra quem tem hiperidrose, tem o sprey,
rollon e o creme.
minha dermatologista que me indicou,comprei na
drogaria sao paulo,na ultra farma tambem tem.
o valor dele vareia de 45 a 50 reais.
pesquise mais sobre esse produto( SVR SPIRIAL )
deixe nossos coleguinhas informado .
beijos

Postar um comentário